Brucelose bovina: cuidados preventivos

04/08/20 | Ipeve

A brucelose é uma zoonose causada pelas bactérias do gênero Brucella, especialmente a Brucella abortus, que causa infertilidade e aborto no final da gestação dos bovinos. Além disso gera quedas no desempenho, na produção de leite e ganho de peso devido ao enfraquecimento do animal. Por isso, realizar exames periódicos para detectar precocemente um animal positivo no rebanho é de fundamental importância.

A principal fonte de infecção pela Brucelose é por meio do trato digestivo, sendo que ela tem início quando um animal ingere água ou alimentos contaminados ou pelo hábito de lamber crias recém-nascidas infectadas. Uma vaca pode adquirir a doença apenas por cheirar fetos abortados, pois a bactéria pode entrar pelas mucosas do nariz e dos olhos.

O tempo transcorrido entre a exposição ao agente infeccioso e o aparecimento dos sintomas visíveis é o período de incubação. No caso da brucelose, pode ser de poucas semanas e até mesmo de meses ou anos.

Entre os prejuízos causados pela brucelose bovina, estão:

  • Aborto;
  • Repetição de cios;
  • Morte de bezerros recém-nascidos;
  • Retenção de placenta;
  • Queda dos índices reprodutivos;
  • Descarte precoce de reprodutores;
  • Restrições comerciais.

O IPEVE conta com uma equipe especializada para realização do diagnóstico da brucelose. Para solicitação do exame laboratorial, é preciso seguir o passo a passo disponível no site. Acesse o site e veja como fazer o pedido do exame: https://bit.ly/2ZeLydy. Não perca mais tempo e garanta a saúde do seu rebanho!

© 2018 Todos os direitos reservados